HifiClube

Esotérico no audioshow 2016 – antevisão

As Focal Sopra nr.2 vão ‘soprar’ numa das mais belas salas do Pestana Palace – Foyer Beau Séjour - com o apoio da Naim. Mas há mais, muito mais…

Em 2014 a convidada de honra foi a Focal Stella, também alimentada pelos enérgicos Naim. Abra o vídeo abaixo para recordar o acontecimento:

Em 2016, a Esotérico vai apostar na Sopra nr. 2 para dar música aos visitantes. A Sopra é a mais acessível das várias implementações da tecnologia ‘Utopia’, a que a Focal adicionou algumas técnicas inovadoras: NIC, Neutral Inductance Circuit, que funciona como uma gaiola de Faraday, evitando variações do campo magnético com o movimento da bobina; TMD, Tuned Mass Damper, que regula a elasticidade do bordo da suspensão em função da ressonância; e a mais espectacular IHL, Infinite Horn Loading, uma corneta de carga do tweeter, protegida por uma grelha metálica distintiva, que as distingue da concorrência e até da família próxima.

A construção é cuidada (ver vídeo acima) e o porte médio torna a Sopra nr.2 a mais doméstica das ‘Utopias’, embora não seja parte integrante desta série de referência, ainda que partilhe a curvatura da ‘lente convergente’ que lhe confere integridade e coesão acústica.

A Sopra vai buscar o nome à variante italiana de etimologia latina Supra (superior, acima), mas pelo seu comportamento dinâmico bem que podia aceitar-se o significado literal, pois a Sopra nr.2 sopra e bem…

Ouvi a Sopra nr.2 pela primeira vez no show de Paris 2015 (vídeo acima), tendo-se revelado transparente, clara, com excelente palco sonoro e muito ‘ar’. A gama média tem vida e projecção, o grave é seco, rápido e muito articulado. O agudo, na tradição Focal, é vivo, mas a elevada resolução impede-o de se tornar abrasivo ou impertinente.

Na acústica bem tratada do auditório da Esotérico, a Focal Sopra nr.2 tocou com amplificação Naim (exactamente o mesmo sistema que será demonstrado no audioshow 2016):

Naim NDX

Prévio Naim NAC 252 + Supercap

Power NAP 300

A Sopra nr.2 revelou notáveis qualidades rítmicas, sem perda das outras qualidades já referidas quando da actuação em Paris; excelente focagem, sobretudo na ‘sweet spot’ (no audioshow tente sentar-se na cadeira central, vale bem a pena esperar pela vez), com o superior amortecimento dos Naim a controlar bem melhor, tanto o agudo como o grave, que o Micromega utilizado em Paris, soando menos ‘hifi’ e mais natural, ainda que sem o corpo e a extensão da oitava inferior que caracteriza as 'utópicas' Utopia (a Sopra custa 12 mil euros e a Scalla custa o dobro, daí para cima é sempre a descer nas oitavas e a subir nos euros, com a Stella a atingir os 80 mil euros!...).

Nota: ficou marcada uma audição crítica no auditório da Esotérico, logo após o audioshow. Stay tuned.

Outras novidades

Nem só da Focal vive a Esotérico, pelo que os visitantes vão ter ainda oportunidade de ver (apenas em exposição estática) os elegantes Quad Artera, hélas sem as Quad 2912 (clicar para ler teste), pois as colunas electrostáticas puras são demasiado caprichosas para serem demonstradas em condições de show de porta aberta. Pode, contudo, marcar uma audição na Esotérico (ver Distribuidor em Destaque).

Entretanto, Alberto Silva, que será como é habitual o disc-jockey de serviço no Foyer Beau-Séjour, enviou-me a listagem do restante equipamento em exposição no Pestana Palace, que passo a reproduzir:

Muso QB - https://www.naimaudio.com/mu-so-qb (novidade)

Bluesound produtos da Geração 2 (em exposição activa) Vault2; PowerNode2; Node 2; Pulse Mini, Duo

Quad Z3 - http://www.quad-hifi.co.uk/product-detail.php?pid=31  (novidade)

PSB X2T

NAD Master series M17; M27; M12; M22

Townshend Isolda DCT Seismic Isolation Podium Seismic Vibration Isolation Stand; Seismic Vibration Isolation Platform.

Finalmente, duas novidades em primeira mão, distribuídas pela Smartaudio, que não vão estar no audioshow, mas que serão em breve analisados numa página perto de si:


comments powered by Disqus