HifiClube

Lisboa, 24 De Maio De 2012 / Divulgação Comercial: Apresentação De Cabos Highend

Rune Skov Da Nordost Deu "show" De Cabos Na Imacústica De Lisboa

Artigo de Arquivo

Este artigo foi migrado do site antigo e ainda não nos foi possível revê-lo pelo que poderão existir algumas incoerências no mesmo: links partidos, desformatação to texto, imagens em falta, etc...

Ajude-nos a melhorar o nosso site e informe-nos sobre qualquer incoerência que encontre neste artigo para que o possamos arranjar. Obrigado.

Reportar artigo!

   

NORDOST NORSE SERIES 2 DEMO  by Rune Skov  

   

Fundamentalmente, o que Rune Skov nos veio dizer é que é agora possível comprar cabos da Nordost com tecnologia Odin (de preço estratosférico!) com uma performance semelhante por uma fração do custo. A nova Norse Series 2 é composta pelas linhas Heimdall, Frey e Tyr e modelos de cabos de sector, interligação, digitais e coluna, embora cada linha não comporte todas as categoria de produtos.


Segundo Rune Skov, a Norse Series 2 aposta mais nos aspectos mecânicos de controlo de ressonâncias, uma vez que as questões eléctricas de velocidade de transmissão já tinham sido anteriormente optimizadas. Garantir uma boa "terra" passou a ser a prioridade da Nordost, que utiliza agora apenas um condutor para o sinal e os restantes para a "massa".   A precisão da construção é tão importante que Rune Skov chamou várias vezes a atenção para o facto de os cabos Nordost serem fabricados com comprimentos específicos e não devem ser cortados e de novo soldados. Ou seja, fazer dois cabos de 1,5 m de um cabo de 3 metros dá asneira. Por outras palavras, comprar cabos Nordost a metro na internet é asneira da grossa: corresponde a comprar Viagra marado (pode ter o efeito contrário ao pretendido...).

Qualquer problema com uma ficha ou soldadura de um cabo Nordost implica o seu envio pela Imacústica para os EUA, ou a eventual troca temporária por outro, para não privar o cliente do prazer da sua utilização.

   

A questão da "terra" e do controlo de ressonâncias foi a pedra de toque de toda a demonstração, com Rune Skov a provar a importância das réguas de corrente, dos cabos de sector e dos "purificadores" de AC (harmonizers), antes de entrar na área dos cabos de colunas.

   

Desafio também os leitores a experimentar o efeito de "desacoplamento" mecânico dos cones (sort Kones) de titânio e cerâmica.   A demonstração integral é bastante longa, pelo que os vídeos têm apenas a função de ilustrar o método utilizado e não os resultados obtidos, que exigem dos potenciais interessados audições extensivas ao vivo, e não, claro, com base em gravações deste tipo, apesar de ser possível ouvir algumas diferenças curiosas com uns bons auscultadores.

       

E, no final, com a artilharia Nordost toda montada, o custo do sistema de som, composto por leitor-CD AR CD8, amplificador DarTZeel CT 8550 e colunas Wilson Audio Sophia III, tinha subido para o dobro, ou o triplo, ou... (não levei a calculadora).




A melhoria na qualidade geral do som era também inegável. Claro que ao Odin, o deus dos deuses, o pai de todos os cabos, só se chega com uma ajudinha da troika que, por coincidência ou não, chegou a Portugal no mesmo dia que Rune Skov...

 



Nota: as fracas condições de iluminação e a contraluz limitaram drasticamente a qualidade da imagem mas não afectaram minimamente o som...

comments powered by Disqus